O Inventor do Canny Collar

Definição de «Canny» em InglêsO Canny Collar evoluiu muito desde que foi concebido pela primeira vez por Brian Smith, um cavaleiro à moda antiga e inventor de Crieff, uma pequena vila no sopé das Terras Altas escocesas.

A atitude compassiva de Brian e o seu trabalho relativo a problemas de comportamento nos equídeos levaram-no a desenvolver uma coleira com faixa corrediça especial para Wallace, um garanhão difícil que sofria imenso com outras coleiras mais tradicionais. O novo “controlador de cavalos” resultou instantaneamente, dando a Brian total controlo sobre Wallace no espaço de poucos minutos. Também ficou encantado ao ver que Wallace não sentia qualquer dor nem desconforto.

O inventor do Canny Collar Brian SmithBrian apercebeu-se de que os donos que se deparavam com problemas comportamentais com os seus cães podiam beneficiar da sua ideia quando a sua filha, Claire, chegou a casa um dia com o arnês do seu cão em pedaços depois de um “passeio”. Bonnie era o típico animal turbulento que gostava de levar Claire a passear, geralmente arrastando-a pela rua fora e que nenhum equipamento de treino de cães tinha conseguido acalmar!

Brian adaptou o seu dispositivo de controlo de cavalos, colocou-o em Bonnie e a coleira de treino à escala de cão foi um sucesso imediato. Num espaço de 20 metros, Brian passeava Bonnie com trela folgada, para espanto de todos os que assistiam à cena. A mulher de Brian, Nell, apelidou-a de “uncanny” (misteriosa) e nascia o Canny Collar.

Depois de testar, adaptar e colocar os testes finais na sua nova coleira de treino de cães, Brian participou em várias feiras, espectáculos hípicos e eventos caninos na sua Escócia natal, tornando-se rapidamente famoso graças ao seu produto. Não demorou muito até o Canny Collar chamar a atenção de um público mais vasto no mundo do treino de cães, o que fez com que Brian aceitasse trabalhar com a Canny Company, criada havia pouco tempo, para que aquele novo dispositivo de auxílio para passeios de cão adquirisse a reputação mundial que tanto merecia.

Atualmente, Brian dedica-se a trabalhar a tempo inteiro com cavalos com problemas de comportamento. Salvou muitos animais cujos donos simplesmente haviam desistido deles e que, de outro modo, teriam sido abatidos. O seu conhecimento, talento e aptidões para comunicar com os cavalos mais difíceis levaram muitos a pensar nele como no Encantador de Cavalos Escocês. Os donos de cães e o mundo do treino de cães podem agradecer a um homem especial pela sua ideia muito especial.

by Sean McElherron